November 17, 2017

Agende Sua Consulta: (15) 98119.7327 | Sorocaba - SP

A cura em psicanálise

POR LUCIANA SADDI

A cura em psicanálise

Na minha experiência clínica, muitos pacientes se beneficiam da medicação psiquiátrica, mas muitos não se beneficiam significativamente e outros, quando o sofrimento é tamponado, acabam cometendo certos atos, sem se darem conta, que causam o mesmo tipo de sofrimento que sentiam antes, aos outros. Os sofrimentos impingidos ao outro costumam ser da mesma natureza que os sofrimentos que o sujeito sentia, anterior ao tamponamento.

Eis algumas respostas dadas pelo psicanalista Fabio Herrmann num artigo chamado, “A cura”,  na versão publicada no Jornal de Psicanálise em 2000.

 Afinal, o que a psicanálise faz que a medicação não faz? A psicanálise cura. Bem, um paciente tem certo tipo de transtorno, de sintoma, a gente dá um remédio, o transtorno desaparece, o sintoma desaparece, o paciente sarou, mas o que sara sem curar volta pior. Sarar: estabelecer acordos, fazer as pazes.

furor sarandi – Freud estava chamando atenção para a loucura, a agitada loucura de quem quer ver sarar a qualquer preço.

…a palavra cura —sofreu uma reificação pragmática na medicina, como se se tratasse de consertar alguma coisa. Há um mal, conserta-se o mal, e o aparelho funciona de novo. Essa é uma visão demasiado pragmática, que motivou certos problemas. Essencialmente, o pragmatismo consiste em se limitar a objetivos possíveis de serem alcançados, mesmo que eles sejam inúteis, deletérios, prejudiciais.

A psicanalise não tem como objetivo a remoção de alguma coisa, o sintoma. Nosso objetivo é curar: quer dizer cuidado, cuidar de alguma coisa, quase não se usa a palavra cura nesse sentido, mas usa-se descurar, como, por exemplo, em descurar da aparência. Mas, também quer dizer, em latim, direção ou administração. Usa-se a palavra curadoria, por exemplo — o curador, o que toma conta, o que dirige. Como em português, em latim também significa tratamento e fim do tratamento; não só o fim do tratamento, a “alta”, o estado de quem tem alta, mas o próprio tratamento, uma cura. Também quer dizer, mas só em latim, obralivro. O mais interessante de tudo, embora tratamento e alvo do tratamento sejam as acepções mais correntes, cura denota aquilo que é causa de nossos cuidados, cuidados de amor se costuma dizer, ou pelos menos costumava-se, na poesia romântica.

Outra concepção da palavra cura: é referir-se a cura analítica como a cura dos queijos. Sabendo que cada um de nós é como um tipo de queijo. No processo de cura um brie não se transforma em parmesão, mas ao ser curado pode atingir um ponto melhor de maturação!

__________________________________________________________________________

LUCIANA SADDI: é Psicanalista e Escritora. 

Este texto foi retirado: http://falecomigo.blogfolha.uol.com.br/2013/11/13/a-cura-em-psicanalise/

_________________________________________________________________________

Créditos da imagem em destaque: Screenshot_2014-03-30-13-20-07~2.jpg

 

Sobre o(a) Autor(a)

Psicanálise e Amor

Quer ser um colunista deste site?
Entre em contato.
Contato: caroline@psicanaliseeamor.com.br

Artigos Relacionados